História de Viagem - Escócia: a terra das lendas

Castelo de Urquhart - Lago Ness. Foto: Levis Litz
Você já pensou em visitar um país onde acreditar em monstro é coisa séria, dizer que o uísque é a água da vida e afirmar que vestir saia também é coisa para homem? 
Este país é a Escócia, terra de bravos guerreiros, lindas paisagens e lendas inesquecíveis. A Escócia encanta qualquer um que a conheça. Também, o que dizer de um país que possui mais de setecentas ilhas e um litoral maior que o do Brasil, com dez mil quilômetros? Serve para impressionar qualquer viajante. E não fica só nisso, quem não ouviu falar do principal produto de exportação, ou seja, a bebida tradicional da terra, o uísque, que em gaélico é dauisgebethea, que na tradução para o idioma português quer dizer água da vida?


Os que geralmente têm a oportunidade de viajar pelos vilarejos do interior ou mesmo ao redor dos grandes centros, não deixam escapar a chance de experimentar um pouco dessa água direto da fonte da vida, isto é, da destilaria. Há cerca de 90 destilarias e mais de mil e quinhentas marcas diferentes de uísque espalhadas pelas Terras Altas da Escócia. Pessoalmente, visitei a destilaria dos uísques John Haig, Dimple e White Horse. O detalhe é que eram nove horas da manhã. Horário não muito apropriado para beber uísque, mas não iria deixar passar a oportunidade. Não demorou muito para que eu, Valesca e mais dois amigos, saíssemos da destilaria e fôssemos conhecer outro ponto turístico e famoso das Terras Altas: o Loch Ness, ou melhor, Lago Ness.

Ir de carro

Havíamos alugado um carro para percorrer a região. Aliás, alugar um veículo é uma boa pedida na Escócia. É a maneira mais prática, interessante e apaixonante de conhecer o interior com suas paisagens variadas. São colinas de granito, penhascos, montanhas e vilarejos que ficam só esperando para que você as conheça. Com um mapa nas mãos, roteiro na cabeça e um carro alugado com barraca de camping no porta-malas, não deu outra: acampamos a beira do Lago Ness. Foi a primeira vez que a Valesca acampou. Imagine se depois de beber a tal água da vida, o monstro não iria aparecer em nosso acampamento. A Escócia é assim, exuberante e cheia de contrastes. Visitar Glasgow era um sonho, conhecer a terra do Highlander, o imortal, do guerreiro William Wallace e do ator Sean Connery foi além da expectativa. O que veio a mais, podíamos dizer que foi um presente dos deuses.

Escócia. Foto: Levis Litz
Outono Escocês

Numa tarde fria, quando havíamos partido de Aberdeen, ao norte da Escócia, no Mar do Norte, resolvemos acampar na praia, próximo ao vilarejo de Stonehaven, ao pé de um penhasco que dava para as ruínas de um castelo - Dunnotar Castle. Quando o sol se pôs, uma garoa fina começou a cair. A lua estava oculta pelas nuvens. Fogueira, nem pensar, era proibido. A única visão noturna era a do paredão. Cena perfeita para um filme de terror.

Na manhã seguinte, congelados não de medo, mas sim de frio, saímos rapidinho do lugar enquanto o sol esquentava nossos corpos. Como era outono, as folhagens, árvores e paisagens apresentavam uma agradável mistura de cores. Para terminar nossa visita, fomos para Edimburgo, capital da Escócia desde 1487, onde visitamos um deslumbrante castelo que fica no alto de um rochedo. Uma surpresa foi ver um velho escocês tocando gaita de fole e usando saia - o kilt, traje típico xadrez adotado antigamente para evitar que as roupas se molhassem quando se caminhava pelos pântanos.

Longe ainda de citar tudo que se pode ver na Escócia, nós ávidos viajantes percebemos que são lugares como aquele páis que nos deixam com uma vontade eterna de sempre voltar e conhecer mais um pedacinho daquela região famosa por suas lendas e encantos.

----------------

Curiosidade: a Escócia está localizada no Reino Unido da Grã-Bretanha. O Reino Unido é formado pela Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. A Escócia é famosa pelo seu uísque, feito com a água mais pura do mundo, vinda das Highlands (terras altas), pelas suas lãs, pelos homens que vestem saia (o kilt), pelas gaitas de fole e pelo monstro do Lago Ness, que ainda povoa a imaginação do povo escocês. A principal fonte de renda da Escócia é o turismo, pois o país é repleto de castelos e lendas, que atraem gente de todo o mundo.

-----------------------------------------------------------------------------------
Nota : Este texto reflete fielmente os fatos quando publicado, entretanto, alguns de seus dados podem ter sido alterado com o tempo. Certifique-se de obter informações atualizadas por outras fontes antes de tomar este texto como referência.
-----------------------------------------------------------------------------------
Comente este texto aqui ou em: fotoserumos@gmail.com  ou levislitz@hotmail.com 
-----------------------------------------------------------------------------------
Quer ler mais Histórias de Viagem? Visite: Fotos e Rumos (http://www.fotoserumos.com/)

Comentários

  1. Comentário recebido por e-mail de Agnaldo Alonso Junior: "Vocês estão de parabéns... Gostei muito do que vi e das informações. A história da Escócia me fascinou."

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Canon lança no Brasil lente EF 24-105mm f/3.5-5.6 IS STM

Bob Wolfenson, um dos maiores nomes da fotografia de moda, expõe em Curitiba

Lendário grão-mestre de artes marciais virá ao Brasil